Quem são as crianças da África…

O século 20 viu uma mudança drástica na natureza das guerras. A primeira Guerra Mundial foi lutada entre exércitos nacionais, só 14% dos mortos eram civis. Hoje as guerras são verdadeiros genocídios, pessoas matando pessoas. Os números são assustadores, 90% dos mortos em guerras modernas são civis e crianças.  

 

As crianças não só estão sendo mortas, mas estão freqüentemente matando. Crianças e jovens podem se ocupar da guerra por causa da ligeireza e facilidade de uso da metralhadora russa, AK 47 e o M16 americano. Crianças são bons soldados, uma vez treinados corretamente. Obedientes, enérgicos, versáteis e baratos. Um relatório da UNICEF de 2000 mostrou que existiam 300.000 crianças soldados ativos em 25 países africanos. O mesmo relatório calculou que dois milhões de crianças tinham morrido em guerras nos anos entre 1991-2000, tinham sido feridos ou incapacitados seis milhões, cinco milhões estavam em acampamentos de refugiado e 12 mil sem casa. 

 

Crianças se tornam soldados por várias razões. Muitos são seqüestrados ou violentamente são recrutados. Alguns longe de casa se unem aos soldados por comida e camaradagem. Alguns são enviados para vingar os familiares ou lutar por uma causa. 

 

Se for um soldado, uma vítima, um refugiado ou um órfão, essas crianças em guerra serão traumatizadas.  Um Psicólogo de criança em Bunia, Congo, é submergido com pedidos de ajuda das famílias e professores da escola que tentam contender com a guerra de perturbações mental nas crianças. A Igreja esteve lenta a responder às necessidades destas jovens vidas quebradas.

 


Crianças Operárias

 

É difícil medir a extensão de crianças que trabalham, pois a maioria dos países não coleciona tais estatísticas. Muitas crianças, especialmente em sociedades agrícolas, ajudam na fazenda familiar ou agrupam os animais. Muitos são achados nas ruas dos centros urbanos lavando carros ou vendendo algo nas ruas. Em alguns casos, crianças são mandadas para a rua pedir por alguma coisa ou se prostituir para trazer dinheiro para a família.

 

A Organização Operária Internacional (ILO) estima que 25% das crianças africanas entre as idades de 10 à 14 estão envolvidos em algum tipo de trabalho. A Comissão da ONU em relatórios diz que as crianças compõem 17% da mão-de-obra da África. Em famílias dizimadas pela AIDS, podem ser as crianças o único meio de renda familiar. Nas minas de cobre, ouro e diamante, na África, as crianças e os pais são forçados em trabalho escravo e obrigados a pagar integralmente dívidas feitas pela família em um tempo de crise. O trabalho parece uma coisa boa para se aprender uma habilidade, mas o trabalho livre feito pela criança contribui para o desemprego de um adulto. 

 

O ILO combate o trabalho infantil sem nenhum bem para a criança, a família ou a sociedade. Os salários de crianças são normalmente tão baixos que eles não contribuem muito para renda familiar. Trabalhando elas não freqüentam a escola e perpetuam a pobreza da família por falta de educação.

 


Crianças de rua

 

         É difícil viajar pelas ruas de Nairobi (ou na maioria das cidades africanas) nestes dias e não ver crianças que vagam ao redor, freqüentemente com uma garrafa de cola segurada ao nariz. Eles estão por toda parte no Quênia e se organizam em quadrilhas para sobrevivência nas ruas. A maioria tem família, e até mesmo casa para retornar à noite. Eles estão na rua por falta de escolas ou qualquer coisa melhor para se fazer. Mas alguns motivos os levam à rua: serem órfãos da AIDS ou fogem de situações ruins que enfrentam em casa. Vida de rua tem suas atrações: liberdade, compromisso para sócios de quadrilha da mesma categoria. Mas também há violência, perigo e abuso. 

 

A Intervenção nas vidas de crianças de rua pode ser feita de muitas formas. Alguns grupos Cristãos servem comidas para as crianças de rua e têm contato casual com eles. Alguns centros foram estabelecidos, onde as crianças podem vir para comida e pode aconselhar-se, ou tomar um banho. Muitas igrejas montaram escolas informais onde as crianças podem adquirir uma educação rudimentar. Casas de transição tentam reabilitar a criança de rua e o devolver para sua casa. Os que não tem qualquer contato familiar precisam de cuidado, de um orfanato, mas eles normalmente são os mais difíceis de ajudar e os mais resistentes para saírem da rua. 

 

As crianças de rua são consideradas uma ameaça. Eles são reunidos freqüentemente e detidos pela polícia enquanto há uma conferência ou visita de VIP na cidade. Todo cristão africano tem várias crianças na família que precisam de atenção. Como resultado, não há muito espaço para se preocupar com outras crianças. Mas com o aumento de crimes nas cidades, e AIDS empurrando mais órfãos para as ruas e igrejas, especialmente nas ruas sujas, as pessoas estão respondendo às necessidades destas crianças com escolas, apoiando programas e abrigos. 

 

Órfãos da AIDS

         A AIDS está gerando muitos órfãos em países africanos. No sul do Deserto do Saara as estruturas familiares já não podem suportar. O número mundial oficial de órfãos de AIDS está perto de 13.200.000. Deste número 12.100.000 é da África. Isso é 95%. Ou, ponha de outro modo, é equivalente a população infantil inteira do Reino Unido. 

 

De acordo com Ajuda Cristã, as crianças ficam freqüentemente órfãs duas ou três vezes. Quando os pais delas morrem são substituídos pelas tias, tios e outros parentes que também se caem vítimas da doença. 

 

Muitos estão sendo forçados a estarem nas ruas e estão crescendo em “um vazio emocional e espiritual”, diz a Ajuda Cristã. O relatório deles declara, “Aldeias estão se tornando cidades de fantasmas, economias locais estão esmigalhadas”.

 

Mark Curtis, líder da Ajuda Cristã disse, “Isto fará a luta para o desenvolvimento e crescimento no continente até mais duro. Uma geração inteira está crescendo sem pais, sem professores, sem um futuro”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: